[ESTENDER + 500] Qual a importância de uma estratégia empresarial para sua empresa?

[ESTENDER + 500] Qual a importância de uma estratégia empresarial para sua empresa?

No mundo globalizado do qual fazemos parte a competitividade é cada vez mais acirrada, o que obriga as organizações a criar uma estratégia empresarial que possibilite a melhoria contínua, a redução de custos, melhor nível de serviço, além de apresentar diferenciais competitivos frente aos concorrentes.

Isso é verdadeiro tanto no que diz respeito às organizações públicas, quanto no que concerne às organizações privadas, afinal, independentemente do contexto, é preciso coordenar devidamente os esforços para obter os melhores resultados.

Mas qual é a vantagem de se adotar uma estratégia empresarial? Como ela pode ajudar a tomar decisões mais assertivas e lidar com imprevistos? Para saber a resposta continue a leitura.

Importância de uma estratégia empresarial

Imagine que existem duas pessoas em busca de um tesouro escondido em uma ilha. Um deles possui um mapa que apresenta de forma detalhada o caminho e as armadilhas até a chegada do local do tesouro e o outro não tem nada para guiá-lo até ele. Qual dos dois tem a maior probabilidade de achar o tesouro? O que possui o mapa, certamente.

Nesse sentido, o cliente é o seu maior tesouro, mas para chegar até ele você tem diversos concorrentes e imprevistos no caminho e a única forma de sair na frente é ter um roteiro detalhado e tomar as ações necessárias para atingir o seu objetivo.

A estratégia empresarial cumpre exatamente esse papel. Apresentando de forma clara qual é o caminho a ser seguido para se atingir aos objetivos esperados.

Uma característica comum entre as empresas de sucesso é ter planos de curto, médio e longo prazo.

Decisões acertadas

Ter uma estratégia definida é essencial no processo de tomada de decisões.

É a estratégia que direcionará quais produtos criar, em qual área realizar um maior investimento em marketing, investir em ampliação ou modernização, comprar ou alugar, contratar ou terceirizar, diversificar ou focar, aumentar o marketshare ou nos lucros, etc.

O grande diferencial é que todas as áreas estarão unidas em uma direção e as ações são complementares, gerando sinergia e potencializando os resultados.

Ajuda a lidar com imprevistos

Algumas pessoas costumam dizer que o planejamento engessa as empresas, o que é ruim em momentos de crise. Na verdade, ocorre justamente o contrário.

O planejamento possibilita antever os problemas e agir antecipadamente, minimizando os seus impactos.

A estratégia deve ser escrita a lápis, ou seja, ter a flexibilidade de fazer correções durante o percurso, pois novas ameaças surgem constantemente. Para isso, a utilização de um software como a Plataforma Target é o mais adequado.

A estratégia também precisa ser acompanhada, logo, rapidamente se percebe quando o resultado não está sendo o esperado e que ações precisam ser tomadas para ajustar o rumo.

Diferencial competitivo

O cliente está cada vez mais exigente e oferecer um bom ou excelente produto já não é suficiente.

Para atrair o cliente você precisa de um diferencial competitivo, algo que faça o cliente comprar de você não apenas pelo preço ou qualidade do produto, mas pela experiência proporcionada.

Possuir uma estratégia empresarial possibilitará você atingir e manter esse resultado, pois todas as áreas de sua empresa estarão alinhadas nessa busca. Assim, conseguirá encantar os clientes e fidelizá-los, oferecendo não apenas um produto de excelência, mas uma experiência única.

Portanto, se você deseja que a sua empresa cresça de forma sustentável, consiga lidar com a crise de maneira eficiente, tome melhores decisões e tenha um diferencial competitivo que encante os seus clientes e o coloque na frente dos concorrentes com uma boa estratégia empresarial.

Organização de esforços na área pública

Enquanto nas empresas de capital privado, a gestão estratégica visa potencializar vantagens competitivas, conquistar novos parceiros de negócio, manter ou expandir a presença no mercado, as organizações públicas têm como foco as ações de cunho social.

Em suas etapas, o planejamento estratégico governamental contempla:

  • a identificação da missão da entidade;

  • a avaliação da estratégia em vigor;

  • o estudo do ambiente onde se está inserido;

  • o levantamento e mensuração dos objetivos; e

  • a elaboração do orçamento e o controle.

Tendo em vista que o planejamento estratégico dos órgãos públicos também preza pelo uso racional dos recursos, os gastos e seus respectivos controles passam a gozar de maior exposição e cobranças.

Melhor controle das ações governamentais

As empresas públicas — diferentemente do que acontece na estratégia empresarial das empresas privadas — possuem gestores com um grau de autonomia um tanto limitado, dadas as restrições legais, políticas e pelo próprio engessamento dos processos existentes na gestão pública.

Por exemplo, mesmo a natural necessidade de mudanças nos projetos deve ser minuciosamente justificada, o que, em alguns casos, pode se traduzir em um longo desgaste até que as alterações sejam aprovadas.

Por isso, o planejamento estratégico é ainda mais urgente para essas instituições, afinal, embora as empresas públicas não possuam fins lucrativos, os recursos geralmente são restritos, devendo ser aplicados de maneira eficiente.

Isto é, e um ambiente de recursos financeiros estritamente controlados, se a alocação dos mesmos não satisfazer a demanda da sociedade, a instituição pode se desvirtuar da sua missão e comprometer o atingimento das metas e objetivos planejados, prejudicando a prestação de serviços aos cidadãos.

E tendo em vista que não possuem concorrentes, o objetivo precípuo da instituição pública é o de cumprir sua missão, que deve possuir uma estratégia empresarial devidamente alinhada ao que essa reza.

Melhor clima organizacional do setor público

Outro aspecto atrelado à estratégia empresarial de órgãos públicos refere-se ao clima organizacional. Um ambiente que favoreça a cooperação de todos é importante, pois estabelece um processo de melhoria contínua.

E é natural que os servidores esperem por reconhecimento, recompensas por metas alcançadas, participação na tomada de decisões e o devido suporte para a realização de suas funções.

Portanto, os gestores precisam ter a consciência e se sensibilizar quanto a essa necessidade, promovendo iniciativas de retribuição e motivação dos profissionais. Tudo isso, é claro, com o devido planejamento em torno de uma estratégia empresarial.

Presença de especialistas em estratégia empresarial

De maneira similar a uma organização privada, o setor público também enfrenta muitos desafios em torno de sua gestão e planejamento. Por isso, mais do que vontade e boas intenções, é necessário contar com profissionais com o devido conhecimento e experiência na área de planejamento estratégico.

Esses especialistas devem ter a devida vivência em entidades de cunho governamental, especificamente, afinal, essas organizações possuem características bem particulares, se comparadas às empresas privadas.

Vale dizer que, não importa se a entidade está muito propensa à mudança, a participação destes especialistas na implementação da metodologia é essencial. Dessa forma, os consultores podem aplicar melhores formas de implementar a estratégia empresarial, garantindo o sucesso dos esforços.

Portanto, para garantir o sucesso de uma empresa, seja ela pública ou privada, é importante desenvolver uma estratégia empresarial que se concentre na eficiência das operações, tomando decisões subsidiadas e trabalhando em prol do público alvo.

Gostou deste conteúdo? Que tal assinar a nossa newsletter e se manter sempre atualizado com os materiais que produzimos?

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *