Entenda a importância do dashboard para gestão pública

Entenda a importância do dashboard para gestão pública

Os dashboards podem ser entendidos como um painel de informações. Nas empresas privadas, geralmente, são recursos usados por investidores, empresários e líderes, a fim de tomar conhecimento do status de diferentes áreas do negócio.

De modo similar, o dashboard para a gestão pública proporciona ao gestor o acesso a dados consolidados a partir de diferentes fontes, e com a vantagem de serem informações de fácil leitura e interpretação, que dispensa a análise de diferentes documentos.

Em síntese, os dashboards apresentam gráficos, relatórios e filtros customizados com informações relevantes para a tomada de decisão. Basicamente, um recurso que pode e deve ser utilizado por todas as entidades, satisfazendo a demanda por decisões rápidas e estratégicas. Acompanhe os tópicos seguintes e entenda a importância do dashboard para a gestão pública!

O dashboard como ferramenta de inteligência

Ainda que a aplicação do dashboard para a gestão pública possa acontecer na forma de acompanhamento dos projetos em andamento na entidade, existem outros formatos que podem ser explorados, não se restringindo somente ao monitoramento pontual das iniciativas.

Sabendo que os dados apresentados têm atributos quantitativos e qualitativos, essas informações devem ser aproveitadas para insights e tomadas de decisão em todo o órgão — não se concentrando somente na gestão dos projetos em curso na entidade.

Dados relevantes para as decisões estratégicas

Mas não basta somente aplicar o dashboard para gestão pública, é preciso antes entender quais são os indicadores interessantes à organização. A depender dos objetivos estratégicos, a ferramenta tem a possibilidade de acompanhar as operações, status dos projetos, índices de satisfação com os serviços, produtividade etc.

Dados os subsídios oferecidos pela ferramentas, há possibilidade dos resultados serem analisados em tempo hábil para modificar as estratégias ou a intensificar as ações, a depender do diagnóstico apresentado.

Compartilhamento de informações

Assim como acontece com a maioria das soluções tecnológicas, os dashboards para a gestão pública servem como ferramentas de comunicação. Ao disseminar os indicadores de desempenho com toda a equipe, os envolvidos acabam se tornando mais engajados nas metas, tendo a possibilidade alcançar resultados com maior velocidade.

Sobre esse prisma, aliás, vale destacar que os dashboards individuais — exclusivos para cada líder ou grupo de gestores — é um formato não recomendado.

É necessário, sim, adaptar os painéis conforme as particularidades da organização ou projeto. Todavia, ao invés de focar em determinados indivíduos, são os departamentos que devem ser levados em consideração, construindo, assim, um dashboard que possa ser acompanhados por todos.

Informações integradas

Ao invés de comprometer esforços e um tempo valioso com controles manuais, desperdiçando mão de obra para realizar a coleta e atualização de registros, um dashboard unifica as informações de forma automática.

Dessa forma, enquanto as equipes inserem informações na ferramenta, o dashboard é atualizado em tempo real — o que evita erros e a longa espera pelas informações, viabilizando uma tomada de decisão mais ágil e mais assertiva.

Mas isso não é tudo: contar com o apoio de uma solução tecnológica, garante a integração de informações, a publicação natural de metas e resultados, permitindo que todos tenham acesso às informações que, de fato, são importantes.

Este post foi útil? Que tal assinar a nossa newsletter e ficar a par de conteúdo de qualidade?

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *