Planejamento estratégico, tático e operacional: qual a diferença?

Planejamento estratégico, tático e operacional: qual a diferença?

Planejamento estratégico, tático e operacional: qual a diferença?

Ainda que alguns acreditem que mover esforços de planejamento seja uma mera escolha, planejar é fundamental para que se alcance o sucesso de uma organização.

É por meio dele que são definidos os anseios da empresa e desenvolvidas as formas de se alcançar esses objetivos.

Mas para que as ações de planejamento sejam, de fato, assertivas, é necessário promover o envolvimento do pessoal dos mais variados níveis, desenvolver uma comunicação clara e coordenar as atividades de maneira alinhada ao alcance das metas.

Para tanto, conhecer os principais níveis de planejamento é vital, compreendendo assim os prazos que consideram, os níveis hierárquicos atrelados e como cada um interfere nos resultado da empresa.

Acompanhe os tópicos seguintes e saiba a diferença entre planejamento estratégico, tático e operacional!

Planejamento Estratégico (Longo prazo)

No planejamento estratégico é onde tudo começa, a visão do futuro da organização toma forma, levando-se em consideração os fatores ambientais externos e internos, definindo os valores, visões e a missão da empresa.

Em geral, o planejamento estratégico é de responsabilidade da alta administração da empresa. Ou seja, as decisões são tomadas pela alta direção, dono do negócio, CEO, presidente e diretores.

Ao longo do planejamento estratégico, as ações desenvolvidas levam em consideração o longo prazo, sendo considerado, normalmente, um período de 5 a 10 anos, sem iniciativas muito específicas, afinal, seria muito difícil acertar tantos detalhes para um período tão longo.

Planejamento Tático (Médio prazo)

Enquanto o planejamento estratégico se refere ao todo da empresa, o planejamento tático considera um foco mais restrito. Diz respeito ao nível departamental, envolvendo, muitas vezes, apenas um processo do início ao fim.

É no planejamento tático que são criadas as metas e que se constrói o ambiente adequado para que as ações determinadas no planejamento estratégico possam se concretizar.

Tendo em vista que corresponde a um planejamento mais pontual, as ações podem ser decididas por pessoas que ocupam desde posições na alta direção como no operacional, por exemplo, membros da diretoria e gerentes.

Outro atributo que difere o planejamento tático corresponde ao tempo em que se espera resultados das iniciativas — geralmente, no prazo de 1 a 3 anos.

Planejamento Operacional (Curto prazo)

O planejamento operacional corresponde ao nível de onde partem as ações para que se alcance as metas determinadas no planejamento tático, que, por sua vez, devem estar em consonância com o planejamento estratégico.

Aqui, os envolvidos são aqueles que, de fato, executam as iniciativas que são aplicadas em curto prazo, normalmente, no período de 3 a 6 meses.

No planejamento operacional, todos os níveis da empresa são envolvidos e atentam para o acompanhamento da rotina, assegurando que todas as tarefas e operações sejam realizadas, em conformidade com os procedimentos determinados.

Finalmente, é bom que fique claro que um planejamento estratégico não irá se concretizar se os esforços do nível tático e operacional não forem bem sucedidos, afinal, trata-se de um processo integrado.

Ou seja, não existe um nível mais importante do que o outro, todos são igualmente necessários: o estratégico para definir uma visão, o tático para se orientar por essa visão e desenvolver planos de ação mais focados, e o operacional para levar todo o planejamento para a execução.

Compreendeu bem a diferença entre o planejamento estratégico, tático e operacional? Não se preocupe, se restar alguma dúvida, basta deixar um comentário!

Compartilhe este post

Comments (4)

  • Igor Reply

    Olá, estou tendo dificuldade de entender, exatamente, o que cada planejamento faz. Seria possível, por favor, dar exemplos práticos em empresas reais de como esses planejamentos ocorrem, como McDonald’s, Globo, ou algo do tipo?

    24 de abril de 2017 at 12:37
    • Victor Hugo Reply

      Igor, no caso da rede de franquias da Mc Donald’s, um meta estratégica planejada pela direção continental ou nacional da empresa é traçada, passada ao tático que são as metas restritas para cada loja (ficam sob responsabilidade do dono da franquia ou gerente da loja da rede) e em seguida, planejamento operacional de cada unidade que seria os processos feitos pelos próprios funcionários para alcançarem o objetivo proposto para a loja.

      23 de novembro de 2017 at 08:55
  • Ada Reply

    Gostaria de saber como podem ocorrer os planejamentos estratégico, tático é operacional em um órgão público?

    16 de outubro de 2017 at 16:51
  • Paulo Reply

    Em uma organização dividida em filiais . Podemos dizer que quando uma filial planeja para um objetivo anual, onde o presidente da filial incorpora mais objetivos , podemos dizer que dentro da filial o presidente está no nível estratégico , os gerentes da filial serão táticos e os supervisores e funcionários táticos ?

    21 de novembro de 2017 at 20:15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *