Como um plano estratégico pode salvar sua empresa da falência?

Business Plan

Como um plano estratégico pode salvar sua empresa da falência?

O Brasil é um país de empreendedores. Pelo menos é o que apontam alguns dos mais prestigiados rankings internacionais, como o GEM (Global Entrepreneurship Monitor) e o Approved Index, que sempre nos posicionam entre os primeiros colocados.

A grande questão é que, embora, de fato, surjam todos os anos uma série de novas empresas no país, o destino de parte considerável desses empreendimentos acaba sendo o insucesso e até a insolvência. Mais da metade dos negócios fecham as portas antes mesmo de completarem quatro anos de existência.

Para muitas instituições, entre as quais o Sebrae, o diagnóstico do problema é bastante simples: a falta de um plano estratégico faz com que as empresas brasileiras não estejam preparadas para um mercado cada vez mais complexo e competitivo. Problemas financeiros e operacionais, por exemplo, são apenas a ponta desse grande iceberg.

Para ajudar os nossos leitores a entenderem um pouco mais sobre a importância do plano estratégico, resolvemos mostrar como essa simples ação pode salvar qualquer empresa da falência. Confira!

Gestão pró-ativa deve fazer parte do plano estratégico 

Em primeiro lugar, o gestor que realiza um bom planejamento muda completamente o perfil da sua gestão. Ele passa de uma gestão reativa, na qual apenas apaga os incêndios que aparecem, para uma gestão pró-ativa, em que monitora cada atividade e cria estratégias e ações de melhoria constantemente.

Hoje, o cenário em que uma empresa está inserida muda dia após dia. As empresas que não assumirem ativamente as rédeas do negócio se tornarão rapidamente obsoletas e, consequentemente, fadadas à falência.

Finanças saudáveis 

Uma das consequências mais graves da falta de um plano estratégico é o descontrole financeiro. Afinal, quando o gestor não realiza projeções, monitora suas despesas e, principalmente, define um orçamento claro para cada setor, dificilmente terá as informações necessárias para tomar boas decisões.

É preciso lembrar que o controle financeiro deve ser um dos pilares de qualquer organização, e, é claro, sua falta pode levar qualquer negócio à falência, por isso, é fundamental que você não deixe de se planejar.

Processos otimizados 

A palavra sustentabilidade virou moda no mundo empresarial, mas o que ela significa de verdade? Uma empresa verdadeiramente sustentável possui processos redondos, que não gerem desperdícios de recursos. Muitas empresas apresentam uma série de gargalos no seu fluxograma operacional e o resultado, no longo prazo, são as dificuldades de gestão que, no limite, podem conduzir à sua falência.

Com uma adequada gestão do planejamento, no entanto, o gestor consegue ter o controle total de todos os processos pois, afinal, poderá detalhar cada atividade e definir a melhor maneira de executá-las.

Mitigar os riscos 

Por fim, é claro, o planejamento estratégico nada mais é do que o momento em que vamos definir as nossas ações, pensando sempre no futuro do negócio. Quando o gestor possui um norte para seguir, consegue visualizar com muito mais clareza quais serão os passos a dar.
Assim, é possível diminuir as chances de erros, ou seja, trabalhar com riscos significativamente menores em um mercado cada vez mais hostil. Essa é, certamente, a chave para garantir a sobrevivência e o crescimento do seu negócio!

Quer transformar o que planejou em ações e resultados? Então entre em nosso site e confira as soluções que temos para lhe apresentar!

Compartilhe este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *